Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

5 de out de 2006

POMBO CORREIO FALANDO ASNEIRAS


Vereador Pombo Correio, Athos Mameluque, considerou uma grande bobagem o argumento do secretário de Segurança Pública e Direitos do Cidadão, João Avelino Neto, através de nota publicada na edição de ontem de O Norte, LEIA AQUI responsabilizando-o pelo fato de a prefeitura de Montes Claros não estar pagando, desde setembro, o adicional de periculosidade à Guarda Municipal. Athos Mameluque diz que secretário fala bobagens e que o prefeito não abandona a sua vaidade de pavão do terceiro andar ao tentar ficar com méritos alheios


O QUE JOÃO DIZ
"Foi um lamentável equívoco o projeto do vereador Athos Mameluque autorizando o poder executivo pagar adicional de periculosidade à Guarda Municipal. Primeiro, o legislador não tem poder de iniciativa de lei que onere os cofres públicos. Segundo, adicional de periculosidade é direito para quem labora em área, ou em contato com eletricidade (subestação, etc) e inflamável (venda de combustível, etc). Evidenciou, com todo respeito, desconhecimento de causa do autor e de quem votou com ele. Isso acabou atrasando o processo de concessão do adicional de risco à Guarda Municipal, de iniciativa do executivo, elaborado dentro dos critérios técnicos legais, de forma a contemplar toda a categoria, sem condicionantes, com um percentual de 30% sobre o salário base da referida categoria. Assim, a Guarda Municipal já poderia estar recebendo o adicional na folha de pagamento de setembro, não fosse este ato inconseqüente".

Só para refrescar a memória do vereador, a Secretaria Municipal de Segurança e Cidadão de Montes Claros começou funcionar na prática, nesta gestão do prefeito Athos Avelino. Por isso, sua estrutura ainda é limitada, mesmo assim, foi implantada a Guarda Municipal, dinamizou o Procon e agregou todos os programas afins no seu prédio, como a Liberdade Assistida, o Núcleo de Prevenção à Criminalidade, que conta com quatro programas: Fica Vivo, Central de Apoio à Aplicação de Penas Alternativas (CEAPA), Reintegração Social do Egresso e Mediação de Conflitos e a UAI central, que abrange os seguintes bairros: Centro, Edgar Pereira, Vila Toncheff, Jardim América, Vila Três Irmãs, Vila Brasília, Vila João Gordo, São José, Roxo Verde, Cidade Santa Maria, Vila Guilhermina, Cândida Câmara, Santo Expedito, Funcionários e Sagrada Família. No prédio funciona ainda: a corregedoria, o arquivo morto e um auditório.
O vereador pombo correio Athos Mameluque, não cansa de aparecer e jogar para a platéia, nem depois de ser preso pela Polícia Federal por comprar notas mentirosas de uma Agencia Franqueada dos Correios.

Nenhum comentário: