Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

24 de jul de 2009

Em nota, bancada do PT pede licenciamento de Sarney

A bancada de senadores do PT reafirmou nesta sexta-feira posição favorável a um pedido de licença do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).
"A bancada reafirma a sua posição de que o melhor caminho seria o pedido de licença da presidência da Casa por parte do senador José Sarney", comunicou a bancada, em nota assinada pelo líder do partido na Casa, Aloizio Mercadante (SP).
Os parlamentares petistas afirmaram ser "grave" a revelação feita em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo sobre envolvimento do senador nas negociações para nomeação do namorado de sua neta para um cargo no Senado.
"É grave essa nova denúncia porque há indícios concretos da associação do presidente do Senado, José Sarney, em ato secreto de nomeação do namorado de sua neta."
Segundo a bancada, o Conselho de Ética terá que investigar "com rigor" a suspeita "de participação direta do senador Sarney na promulgação de ato secreto".
"Também deve ser apurada a divulgação de conversas telefônicas do senador José Sarney, que constam em inquérito que tramita sob segredo de Justiça", diz o comunicado.
Os parlamentares do PT ainda afirmaram que não se opõem à antecipação da reunião do Conselho de Ética, "desde que asseguradas as exigências regimentais e a concordância e a disponibilidade de seus integrantes em período de recesso".

Nenhum comentário: