Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

8 de mar de 2008

Receita suspende 7,9 milhões de CPFs - Consulte o seu!

A Secretaria da Receita Federal do Brasil informou que suspendeu 7.908.355 milhões de inscrições de CPF (Cadastro de Pessoa Física). Os documentos pertencem a pessoas que não entregaram a Declaração de Isento ou a do Imposto de Renda nos últimos dois anos. Em 2007 foram suspensas 8,27 milhões de inscrições. O número de documentos “pendentes de regularização”, pertencentes a contribuintes que não declararam no último ano, atingiu 21,6 milhões.
Os contribuintes podem consultar a situação cadastral do documento pela página da Receita Federal na internet (
www.receita.fazenda.gov.br) ou pelo telefone 0300-789-0300.
Quem estiver com o CPF irregular fica impedido de realizar várias operações no mercado, como abrir conta, pedir crediário, tirar passaporte, entre outros.
A pessoa que teve o CPF suspenso ou colocado na condição de “pendente de regularização” pode solucionar a pendência a qualquer tempo. Os isentos devem ir ao Banco do Brasil, Caixa e Correios. Será cobrada uma taxa de R$ 5,50. Já os contribuintes obrigados a declarar o IR devem entregar as declarações atrasadas para ter o documento regularizado.

Nenhum comentário: