Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

31 de out de 2007

A Copa no Brasil, nada mais justo

“Se era a vez do continente promover mais um Mundial, depois dos que aqui foram realizados em 30, 50, 62, 78, nada mais justo que fosse no Brasil. Houve reprise para a Copa. Alemanha: 1974 e 2006; Itália: 1934 e 1990; França: 1938 e 1998; e México: 1970 e 1986. Porém, nada mais justo para o País pentacampeão do mundo, promotor do Mundial de 1950, que a Copa de 2014 fosse realizada por aqui. E será.
Depois não teremos mais o rodízio, a partir de 2018, e aí também haverá justiça. A decisão da Fifa restabelece o equilíbrio entre continentes, mas é bom não esquecer que a América do Sul ganhou 9 títulos através de Uruguai, Argentina e Brasil. É bom lembrar que Jules Rimet decidiu-se pelo Uruguai para o primeiro Mundial, por vários motivos, inclusive a situação da economia, que atravessava, no mundo todo, uma grave crise. Em 1950, o Brasil praticamente foi convidado para realizar o torneio. Os europeus saíam de uma guerra e a situação era complicada. O Brasil aceitou o desafio e construiu o maior estádio do mundo, o Maracanã.” Orlando Duarte, Tribuna da Imprensa
Artigo Completo, ::Aqui::

Nenhum comentário: