Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

27 de out de 2007

Acusado de adulterar leite é libertado

Ele foi preso ao aparecer na Cooperativa dos Produtores de Leite do Vale do Rio Grande quando a polícia fazia apreensões

Foi libertado na noite da última sexta-feira (26), o suspeito de inventar a fórmula para adulterar o leite em duas cooperativas de Minas Gerais, em Uberaba (MG). Ele foi preso porque apareceu na Cooperativa dos Produtores de Leite do Vale do Rio Grande (Coopervale) quando a polícia fazia as apreensões, na segunda-feira (22). Ele seria responsável, segundo a Polícia Federal (PF), de ser o autor da fórmula que combina soda cáustica e água oxigenada para aumentar o prazo de validade do leite. O prazo da prisão temporária dele venceu a meia-noite e o pedido para renovação foi negado pelo juiz da 1ª Vara Federal, Alexandre Henry. Só o presidente da Coopervale continua preso na penitenciária de Uberaba. Além do químico, outras quatro pessoas que também tinham sido presas durante a Operação Ouro Branco, no início da semana, foram libertadas na madrugada deste sábado (27). A PF chegou a pedir a prorrogação da prisão por mais cinco dias para o químico e o presidente da Coopervale, mas apenas para este último o pedido foi aceito.

Nenhum comentário: