Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

8 de mai de 2009

Estudantes de Montes Claros colocam Israel no banco dos réus

Alunos do Colégio Unimax de Montes Claros, manifestaram na última quinta-feira, 07 - em júri simulado, repúdio aos massacres criminosos e genocidas que ocorrem na Faixa de Gaza, promovido pelo Estado sionista (racista) de Israel, que, sob o pretexto de combater o terrorismo do grupo palestino Hamas, assassina pessoas indefesas, em sua grande maioria, crianças e mulheres.
Para a professora de Geografia do Colégio Unimax Helen Vieira Maia, idealizadora do júri simulado, o objetivo foi fazer com que os alunos pudessem exercitar a teoria e aliar a outras habilidades. “O estudante hoje não deve apenas saber o conteúdo, ele tem que saber falar, argumentar, discutir, defender seus pontos de vista, redigir diversas formas de texto e desenvolver a pesquisa”. Justificou a professora.
Helen disse ainda, que o júri simulado também serviu para apresentar aos alunos uma das formas de organização da sociedade. “Eles tiveram a oportunidade de saber como um júri é estruturado, quais são seus componentes e o papel de cada um”. Complementou
Leia mais AQUI

2 comentários:

Anônimo disse...

pobre professora ,so falta agora fantasiar os alunos de osama bil laden e de outros terrosristas;como os do hamas,hezbolhar e prinicpalmente marmhoud aramdinejhad......pobres alunos.........

Anônimo disse...

O comentarista anterior deveria respeitar a maneira da professora dar aula, porque a aula é uma relação entre teoria e pratica, não é mais decoreba como na epoca da ditadura militar.