Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

12 de jul de 2008

Mais um capítulo da novela Gilmar Mendes: Advogado de Daniel Dantas comprou o ministro

Citado num dos grampos da Operação Satiagraha como "amigo" do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, o advogado Luiz Carlos Madeira confirmou ontem que procurou o gabinete do ministro. Na terça-feira, ele e outros três advogados foram ao STF pedir prioridade na análise do habeas corpus que garantiu a liberdade de Daniel Dantas no dia seguinte.
Ele está sendo acusado pelo PF de, ter recebido ou feito chegar às mãos do ministro Gilmar Mendes qualquer documento enviado pela irmã do banqueiro, Verônica Dantas, que o citara.Madeira disse à Folha que conversou sobre o habeas corpus com um juiz auxiliar do ministro, Carlos Alberto Loverra. "Depois nós encontramos o Gilmar Mendes na posse de um novo membro do Conselho Nacional de Justiça. Só fiz referência a ele que tinha estado com o juiz auxiliar", disse Madeira, advogado do Opportunity desde 2005.
O ministro e o advogado participaram da posse do juiz Álvaro Ciarlini que assumiu a secretaria-geral do CNJ.Ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por sete anos, Madeira trabalhou com Gilmar Mendes na corte eleitoral. O advogado afirma que mantém "boas relações" com o ministro-presidente do Supremo.
Em conversas reservadas, Gilmar Mendes diz que de fato conhece o advogado Madeira, mas que isso não tem nenhuma relevância, pois se relaciona com centenas de pessoas.
Leia também:
STF arquiva duas ações de improbidade administrativa contra Gilmar Mendes
Um dia depois de eleger o ministro Gilmar Mendes como presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), o plenário da Suprema Corte arquivou dois processos contra ele. Ambos as ações são por improbidade administrativa referente ao período em que Mendes exerceu o cargo de advogado-geral da União, entre 2000 e 2002.
Leia + AQUI

Nenhum comentário: