Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

8 de jul de 2008

Daniel Dantas comprou metade do Brasil

O jornalista Paulo Henrique Amorim, do blog Conversa Afiada, afirma que Daniel Dantas e suas várias quadrilhas foram presos graças ao trabalho exemplar do delegado federal Protógenes Queiróz. Ele investiga Daniel Dantas há pelo menos quatro anos, desde a Operação Chacal, desfechada em 2004. Desde então botou Maluf na prisão, que o STF soltou; depois desmontou a máfia russa do Corinthians; e também devassou a teia do maior contrabandista brasileiro, Law Kim Chong, que também continua solto graças à Justiça. Paulo Henrique Amorim afirma que Daniel Dantas comprou, corrompeu, metade do Brasil, entretanto os delegados Paulo Lacerda e Protógenes Queiróz ficaram na outra metade que não foi comprada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Esta é a ponta do iceberg dos grandes escândalos de corrupção no Brasil.
O Brasil merece uma operação "Mãos Limpas". A Polícia Federal tem condições de assumí-la. Como também depende do Poder Judiciário, o serviço pode ficar pela metade. Seria necessário, primeiro, fazer uma limpeza no Judiciário.

jancer barbosa disse...

Impressina a postura do Presidente do STF. Vem agindo e agiu no caso da prisão da quadrilha do DANTAS como advogado de defesa, condenando o modo como o policia federal tem alcançado essa corja que anos em anos alicerçam mais fortuna tendo alicerce o dinheiro de origem duvidosa. Esse GILMAR tem cara e postura de bandoleiro.

jancer - januária disse...

É questionável a postura do Ministro Gilmar Mendes. Age como advogado de defesa de Mafiosos e não comporta como presidente da mais alta corte de Justiça.