Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

4 de fev de 2008

Rogério Correia usa cartão do governo

Delegado do Ministério de Desenvolvimento Agrário em Minas Gerais, o ex-deputado estadual Rogério Correia (PT) fez saques com o cartão corporativo. Em quatro meses, sacou R$ 3.120. O gasto total foi de R$ 3.536,88. Duas retiradas foram feitas em vésperas de feriados. O ex-parlamentar (foto) alega que pagou despesas com Correios e que não pode, ao contrário dos ministros, fazer gastos pessoais com o cartão do governo. Em outras unidades de ministérios em Minas, os cartões foram usados para pagar despesas que vão de pet shops a artigos para festas. A Funai em Governador Valadares chama a atenção. Sacou em dinheiro R$ 70,8 mil, embora a população indígena no estado seja de 7,3 mil habitantes. Com 25,1 mil índios, a filial de Cuiabá gastou R$ 11,8 mil, quase sete vezes menos. Auditores do Tribunal de Contas da União reclamam dos gastos que não são fiscalizados. São despesas com a segurança da Presidência da República, protegidas em lei por sigilo.
Com informações do jornal Estado de Minas

3 comentários:

Anônimo disse...

É impressionante o controle da mídia em MG, bastou o Rogério se opor ao Pimentécio (articulação do Aécio com o Pimentel) para decretar um novo prefeito que os apoiem em 2010, que começam a difamação.

Vejam nesta matéria o ridículo, o Rogério retirou míseros R$3.120 em quatro meses na delegacia do MDA. Aí passam a colocar dados que nada tem com caso apenas para confundir.

Por favor, não caiam na teia da Andreia Never!

Anônimo disse...

É ridículo mesmo, um homem integro como Rogério Corrêa não merece essa difamação e sim ser DEPUTADO NOVAMENTE, POIS FEZ UM EXCELENTE TRABALHO.

Anônimo disse...

Anonônima:

É uma pena que em Minas difamem um bom homem como Rogério Correa, vou votar e fazer campanha contra o rolo Pimentécio. Rogério merece respeito.