Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

21 de fev de 2008

NÃO ÀS DEMISSSÕES DA COTEMINAS

INDÚSTRIAS DE M ONTES CLAROS OPRIMEM TRABALHADORES
Desde a implantação do pólo industrial em Montes Claros, nos anos 70, através de incentivos fiscais do governo federal, de doação de terrenos e isenção fiscal do município, várias industrias se instalaram aqui. Chegaram empresas como Pegeuot, MECA, TRANSIT e outras. As empresas se estruturam, ganham muito dinheiro, e se estruturam em outros Estados com o capital acumulado na cidade. Quando o período de benefícios fiscais termina, estas empresas fecham e deixam vários trabalhadores demitidos sem seus direitos trabalhistas.
Diante das pressões, os trabalhadores se organizaram para defender seus direitos e as opressões se intensificaram. No grupo da Coteminas, logo após a fundação da Associação de Trabalhadores, vários dos seus diretores foram demitidos.
A CUT –Central Única dos Trabalhadores vem repudiar toda a história de opressão da Coteminas, desde à perseguição às lideranças sindicais até essa escandalosa demissão em massa, com o argumento de modernização dos seus equipamentos e alta taxa da energia elétrica. Como sempre, o sacrifício cai em cima das famílias trabalhadoras.
O grupo Coteminas é um dos mais lucrativos do mundo. Isto se dá ainda mais com os baixos salários pagos aos trabalhadores. Os benefícios sociais da empresa ajudam, mas também mascara a opressão salarial e sindical.
Nós, sindicalistas da CUT, estamos nos colocando à disposição dos trabalhadores na luta pela garantia dos seus direitos. Chamamos a atenção do nosso vice-presidente da República, José de Alencar, que diz ter um compromisso político e social com Montes Claros e norte de Minas. Na campanha eleitoral esteve com os trabalhadores na fábrica, criando expectativa de garantia de mais empregos, com o fortalecimento industrial de Montes Claros. O que estamos vendo é justamente o contrário. Em vez de mais empregos, demissões em massa, e várias fábricas fechando suas portas.

Não às demissões!
Pela garantia do emprego e dos direitos dos trabalhadores!
CUT - Central Única dos Trabalhadores
Norte de Minas

Nenhum comentário: