Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

26 de jun de 2009

Patrus Ananias anuncia em Janaúba que a meta é alcançar todos os pobres

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Os programas sociais em atendimento à população carente vão continuar, pelo menos na concepção do Governo federal. Essa garantia foi dita nessa sexta-feira, 26, pelo Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT), durante inauguração do CRAS – Centro de Referência em Assistência Social – que atende a comunidade Quilombola, no distrito de Vila Nova dos Poções, em Janaúba.
Um dia após participar da Conferência da Igualdade Racial, Patrus aproveitou a solenidade em Janaúba para relatar o sofrimento e a luta do povo, principalmente os quilombolas, contra o racismo e a injustiça social. “Devemos respeitar a dimensão da vida, respeitar o próximo”, disse o ministro que também defendeu que as terras produtivas devem voltar para as mãos da sociedade. O CRAS Quilombolas foi instituído na parceria o governo federal e a prefeitura de Janaúba, administrada pelo petista José Benedito Nunes Neto.
CASA PRÓPRIA
Acompanhado do prefeito José Benedito (PT), o ministro Patrus participou do lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida que em Janaúba tem, até o momento, 1.800 inscritos para 512 casas. “Mas vamos nos esforçar para equacionar esse problema do déficit habitacional neste município”, comentou o ministro.

Nenhum comentário: