Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

4 de dez de 2008

Justiça condena debate

O Jornal "O Debate" de Bocaiúva e seu proprietário Pedro Rodrigues Silva, conhecido por Pedro Baiano, foram condenados pela Justiça de Bocaiúva a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 12 mil aos advogados Frederico Azevedo e Rômulo Brant.
O dito jornal é parcial. Não publica nada que contraria os interesses do ainda prefeito Alberto Caldeira, mesmo o prefeito sendo sempre manchete na grande imprensa, denunciado principalmente pelo Ministério Público e pela Procuradoria Especializada em Crimes de Agentes Municipais, por cometer algum tipo de corrupção.
Recentemente, a terra de Patrus Ananinas, Henfil, Bentinho, José Maria Alkimin e tantos outros filhos ilustres, foi manchada de corrupção pelo prefeito Alberto Eustáquio Caldeira de Melo, do PMDB. Ele fez licitações com cartas marcadas na área da saúde, segundo o jornal Estado de Minas.
O Debate é um crítico apenas aos opositores do prefeito, usando inclusive o pseudônimo “A carta do primo” para difamar todos que ousarem fazer críticas a Caldeira de Melo.
A justiça deu ganho de causa entendendo que os advogados Frederico Azevedo e Rômulo Brant foram alvos de suas publicações maldosas e tendenciosas.

Nenhum comentário: