Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

12 de dez de 2008

Cassado vereador campeão de votos de Montes Claros

O Juiz Richardson Xavier Brant, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Montes Claros, cassou o mandato do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Montes Claros, Ildeu Maia, do PP, por improbidade administrativa, quando exerceu o mandato de Presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, no período de 2005/2006.
A sentença também suspende os direitos políticos do vereador por 3 anos. Ildeu Maia foi reeleito nas eleições deste ano, sendo o recordista de votos, mas não será empossado.
Em seu lugar, assume o vereador Júnior de Samambaia.

3 comentários:

Anônimo disse...

Cabe agora ao Dr. Juiz que está com o "caso pombo correio" para julgar dar seu veredito e cassar os vereadores pombos correio também.
Até quando vai protelar?

Anônimo disse...

Lunga,
Sem querer fazer juizo de valor,pegaram o Ildeu prá pato!Entre os piores da Camara,na minha visão, ele era o melhor entre os piores.Coisas piores o Demar fez e até agora nada,mas,isso é um problema da justiça eleitoral e nos resta esperar o final dos processos.

Wagner disse...

Se ele foi cassado quem assume seu lugar seria o Pastor Elair, como ele não é mais da coligação (PP) assumiria então Tone Câmara, nesses 14 dias que restarão. É isso ?