Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

24 de jun de 2010

Internautas lançam campanha ´dia sem Globo´ no Twitter

Boicote à emissora é planejado para a amanhã sexta (25), às 11h, durante a partida entre Brasil e Portugal
Depois de seus funcionários Galvão Bueno e Tadeu Schmidt, foi a vez da rede Globo cair nas mãos dos usuários do Twitter. Pelo microblog, internautas estão planejando um boicote à emissora carioca.

Ocupando a oitava posição nos trending topics nacionais na manhã desta quarta-feira (23), o #diasemglobo convoca os internautas a boicotarem a emissora carioca na próxima sexta (25), às 11h, durante a partida entre Brasil e Portugal. A orientação é que assistam ao jogo na Band ou no canal fechado ESPN, que também tem o direito de transmissão.

A campanha surgiu após a polêmica entrevista coletiva de Dunga, no domingo (20), na qual o técnico da seleção brasileira teria xingado um jornalista da Rede Globo. No mesmo dia, o jornalista Tadeu Schmidt leu uma nota em tom editorial, na qual reprovava o comportamento do treinador.

Segundo o perfil @diasemglobo, que coordena o movimento, o boicote seria mais um apoio ao "Cala boca, Galvão" e ao "Cala boca, Tadeu Schmidt", que dominam o Twitter desde a semana passada.

Outro usuário aponta que o movimento "não é falta do que fazer, é uma resposta à parcialidade do jornalismo!". O perfil @diasemglobo já conta com 1.900 seguidores.

Em nota sobre o polêmica envolvendo seus jornalistas e o técnico da seleção, Dunga, a Globo disse: "Queremos apenas que nossos profissionais sejam tratados com o mesmo respeito com que desempenham o seu trabalho."

Nenhum comentário: