Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

17 de set de 2010

Em Minas, cavalo do Paraguaio anda de Costa

Pesquisa Datafolha sobre a disputa ao governo de Minas Gerais divulgada nesta sexta-feira (17) registra o candidato Antonio Anastasia (PSDB) com 40%, e Hélio Costa (PMDB), com 37%.
Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Anastasia pode ter entre 38% e 42%, e Costa, entre 35% e 39%.
Os candidatos Zé Fernando Aparecido (PV), Professor Luiz Carlos (PSOL), Vanessa Portugal (PSTU), Adílson Rosa (PCO) e Fabinho (PCB), têm 1% das intenções de voto.
O Datafolha também simulou a possibilidade de segundo turno entre os candidatos Hélio Costa e Antonio Anastasia. Nesta simulação, Anastasia tem 45%, e Costa, 42%.

Ministério Público de olho nos fantasmas da Prefeitura

No último dia 30, o presidente do Partido Verde de Montes Claros, Igor Versiani, encaminhou um ofício ao ministério público solicitando que o órgão apurasse as denúncias veiculadas na imprensa contra o prefeito Luiz Tadeu Leite. No documento, Versiani citou a existência de funcionários fantasmas na prefeitura; repasse indevido de verbas para o time de vôlei da cidade; paralisação dos anestesistas; irregularidade nas obras do mercado municipal; bloqueio de verbas para área da infância e juventude; entre outras denúncias de mau uso da máquina pública.
A resposta do ministério público, emitida pelo promotor de justiça Felipe Caires, foi de extrema agilidade e presteza, merecendo uma comemoração por parte dos dirigentes do Partido Verde.

“Faz de conta que eu não vim”, diz Serra ao ameaçar deixar entrevista de TV
Irritado, o candidato à Presidência, José Serra (PSDB), se levantou na intenção de deixar o programa Jogo de Poder, da CNT. O político ficou contrariado com as perguntas da jornalista Márcia Peltier, que apresenta o programa.
Márcia questionava Serra sobre a quebra de sigilos de tucanos e pesquisas. Segundo a jornalista, a manobra teria acontecido em 2009, antes do início das candidaturas. Nesse momento, Serra subiu o tom de voz, disse que estava perdendo tempo com a entrevista e que Márcia deveria fazer a pergunta à Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência.

Nenhum comentário: