Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

1 de out de 2009

Efeito Pimentel. O PT que quer votar em Aécio

O PT de Belo Horizonte, quem diria, tucanou. É o que revela pesquisa do Instituto Ver, realizada com um universo de 621 petistas de carteirinha, filiados ao partido. O levantamento mostra que, na pesquisa estimulada para presidente, o governador Aécio Neves (PSDB) venceria a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), por 43% a 38%. No estado, a situação inverte, os petistas dão 57% dos votos para Dilma. Mesmo assim, 26% deles, um quarto praticamente, preferiria teclar na urna eletrônica o número do governador mineiro. Na pesquisa espontânea, Dilma tem 24%, Lula 21% e Aécio 8%, mais que o próprio PT, que receberia os votos de 3%.
O resultado surpreendente pode ser efeito da eleição de Márcio Lacerda (PSB) para a Prefeitura de Belo Horizonte, que pôs petistas e tucanos do mesmo lado no palanque. É também fruto da boa avaliação que o governador Aécio Neves tem, mesmo entre os petistas. Para 42% eles, o tucano faz um governo ótimo ou bom e outros 18% têm avaliação regular positiva sobre sua gestão.
Ontem, o governador Aécio Neves teve uma conversa reservada e bastante amigável com o presidente Lula, sinal de que a pesquisa revela que existe um sentimento de evitar antagonismos insuperáveis, embora estejam de lados opostos na política. É salutar para o país, como o próprio Lula destacou dias atrás e fez questão de reafirmar a Aécio no encontro. Os pré-candidatos já colocados dão tranquilidade sobre o futuro do país. Nenhum deles é aventureiro. Pelo jeito, os petistas mineiros e, em especial os de BH, concordam com a avaliação do presidente.
Fonte: Coluna "Em Dia com Política" - EM - 30/09/2009

Nenhum comentário: