Search

Compra de votos ou coincidências? - Onda vermelha - Bloco de esquerda e partidos de centro se fortalecem no Congresso - Lula, o preconceito dos poderosos e o complexo de "vira-latas" -Eleição termina em pancadaria em Fruta de Leite - Marina,... você se pintou? Câmara Municipal de Buritizeiro cassa mandato do Padre Salvador - Repercute suspeita de caixa 2 na campanha de Hélio Costa - Lula diz que imprensa brasileira gosta de publicar "notícia ruim" sobre o país - Bicheiro confessa que doou R$ 250 mil para o caixa 2 de Tadeu Leite - Diante das denuncias de corrupção e fantasmas na Prefeitura de Montes Claros, o jornalista Pedro Ricardo pergunta: Cadê o Ministério Púbico? - PT dá o troco no PMDB e abandona Hélio Costa - Caixa 2 pode inviabilizar campanha de Hélio Costa - Dilma dispara e abre 20 pontos - A nova derrota da grande mídia

23 de ago de 2009

PLAYBOY com LINA VIEIRA? Vamos aguardar.

Copiado do Blog do Saraiva!, que está em Minhas Notícias.
Clique AQUI e visite o Blog do Saraiva

Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal, pediu para a tucanada e os Demos, passagem e hospedagem para depor na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.
Ela foi ouvida sobre o que contou à Folha de S. Paulo e repetiu ao Jornal Nacional, da TV Globo: que no final de dezembro último esteve no gabinete da ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, chamada por ela.
E que a ministra lhe pediu então para apressar as investigações em torno dos negócios suspeitos de Fernando, o filho empresário do senador José Sarney.
A Polícia Federal reuniu provas de que Fernando desviou e lavou dinheiro público.

Dilma desmentiu que tenha se reunido com Lina e pedido qualquer coisa. Mas Lina Vieira deu um depoimento tão frágil, que no final, a montanha pariu um rato. Não apresentou quaisquer provas materiais. E como o ônus cabe a quem acusa…Lina foi massacrada pelos senadores da base do governo, enquanto a outra tropa de choque da oposição tentou arrancar dela o que ela não tinha. Lina não quis acusar Dilma Roussef de ter agido de má fé. Limitou-se a sustentar a versão de que foi convidada a uma reunião reservada na Casa Civil, na qual a ministra teria lhe pedido para “agilizar” as investigações contra “o filho de Sarney”.












2 comentários:

Anônimo disse...

O Brasil é desse jeito mesmo. O PT porco querendo jogar a sujeira para baixo do tapete.

Anônimo disse...

É muito melhor uma playboy com a Lina do que uma com a Dilma!!! Vai ser feia assim lá na p.....!!!